quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Kira Luá apresenta Patrícia Viale

Patrícia Viale, jornalista e poeta, uma mulher gaúcha, de fibra, força e de grande expressão. Atualmente, vive uma nova fase da vida, iniciando um novo trabalho, juntando as letras do seu dia a dia de formação acadêmica com seu novo olhar para vida, com isso, sua expressão poética ganha novos rumos , novos enfoques e uma nova forma de expressar , agora, não basta falar , escrever , necessita de mais expressão,força, cor, formas... Junta letras com linhas, figuras, cores, cola, costura, desenha e escreve uma história... Olhos que olham, que gritam, olhos femininos. Figuras de mulheres, manequins e silhuetas de sua imagem. Costura e cola, como se fosse juntar tudo e reconstruir ,mostra força e audácia. Patrícia fala para o mundo das dores e não está nem aí para padrões estéticos pré-estabelecidos, mistura elementos e materiais sem medo e pudor. Kira Luá Artista visual e curadora

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Tem festa lá no Salto!

Neste final de semana, 09 e 10 de agosto, acontece Festa em Homenagem à Santo Antônio e Santa Catarina, na Barragem do Salto, em São Francisco de Paula. Quem vier de Canela/Gramado é só dirigir em direção à São Chico por mais ou menos 15 quilômetros. Saindo de São Francisco de Paula é pouco mais de 19 quilômetros. A estrada foi patrolada para que os visitantes cheguem bem até à igrejinha. No sábado (09/08) , a partir das 23h, acontece baile com animação do Grupo Mate Novo. E no domingo tem missa, na igrejinha, a partir das 10h e almoço no salão paroquial a partir do meio-dia. Depois segue domingueira com o grupo Mate Novo. A grande dica é chegar cedo no domingo para comprar os doces da tia Suzana!!! É de dar água na boca!!!!

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Quando meu irmão se acidentou cortei o cabelo. Optei por deixar minha vaidade de lado. Tempos depois li num livro sobre taoísmo que devemos raspar a cabeça e acompanhar a confiança crescendo junto com os fios de cabelo. Talvez estes detalhes sejam o verdadeiro significado do viver. Cavar o buraco para montar a barraca, que nos garantirá um sono seguro. E não olhar à frente e imaginar grandes pirâmides. Não sei quem as construiu, mas a próxima não será construída por mim.