domingo, 2 de setembro de 2012

um dia daqueles

os braços doem, trêmulos de exagero no esforço físico. replantei as flores nos vasos de parede. quando eu estava terminando, toda suja de terra, um carro parou aqui na frente. olhei e não reconheci a motorista. ela perguntou se eu era a dona da casa. disse que sim. ela falou "muito linda a sua casa!". agradeci e baixei a cabeça encabulada.

p.s: fico devendo a foto dos vasos.